Conheça as 10 atividades econômicas que mais geraram empregos entre as MPE

O Sebrae identificou as dez atividades econômicas que mais geraram empregos formais no Brasil entre as micro e pequenas empresas (MPE). No topo da lista está a construção de edifícios, com quase 98 mil postos de trabalho criados. Em segundo lugar, aparecem os restaurantes e outros estabelecimentos de serviços de alimentação e bebidas, com 71,9 mil vagas, seguidos de transporte de carga rodoviária, com 43,4 mil empregos. O levantamento foi feito a partir dos dados do Sistema do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e considera o acumulado do ano, até agosto de 2022.

Os números revelam ainda que outras atividades relacionadas à construção e negócios do ramo da educação destacam-se como os grandes geradores de oportunidades de emprego entre os pequenos negócios. Os serviços de engenharia e os serviços especializados para construção aparecem em 6º e 7º lugares, respectivamente, contabilizando 24,7 mil e 24,2 mil vagas de trabalho, nessa ordem.

Por sua vez, as atividades relacionadas à educação também aparecem mais de uma vez na lista. A educação infantil (creche) apresentou 25,5 mil vagas, ficando em 5º lugar; a educação infantil (pré-escola) rendeu 23,1 mil novas vagas (9º lugar); e o ensino fundamental registrou 23 mil vagas (10º lugar).

No acumulado do ano, o Brasil já supera a marca de 1,8 milhão de empregos gerados, sendo as micro e pequenas empresas responsáveis por 1,3 milhão (71,7%). Por outro lado, as médias e grandes empresas criaram 400 mil (21,5%) postos de trabalho.

Números de agosto

As micro e pequenas empresas tiveram o segundo melhor desempenho do ano na geração de empregos, com 199,6 mil vagas das 278, 6 mil novas contratações em todo o Brasil. O quantitativo só ficou atrás dos 227,6 mil postos criados em fevereiro. Os números revelam que as MPE responderam por mais de 70% do total de empregos viabilizados no país em agosto.

Assim como no acumulado do ano, as MPE que mais criaram postos de trabalho formais no mês foram as de construção de edifícios (12,8 mil vagas) e os restaurantes e outros estabelecimentos de alimentação e bebidas (12 mil vagas). No entanto, o transporte de carga rodoviária caiu para a quarta posição, ficando atrás do comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de alimentos, que alcançou o terceiro lugar com 5,9 mil vagas. Outra atividade que se destacou foi a construção de rodovias e ferrovias, com 4 mil vagas (5º lugar).

Confira abaixo a lista das 10 atividades econômicas mais geradoras de emprego no acumulado do ano – até agosto de 2022 

1.         Construção de edifícios (97,7 mil empregos).

2.         Restaurantes e outros estabelecimentos de serviços de alimentação e bebidas (71,9 mil empregos).

3.         Transporte de carga rodoviária (43,4 mil empregos).

4.         Serviços combinados de escritório e apoio administrativo (29,7 mil empregos).

5.         Educação infantil – creche (25,5 mil empregos).

6.         Serviços de engenharia (24,7 mil empregos).

7.         Serviços especializados para a construção (24,2 mil empregos).

8.         Atividades de atenção ambulatorial executadas por médicos e odontólogos (23,7 mil empregos).

9.         Educação infantil – pré-escola (23,1 mil empregos).

10.       Ensino fundamental (23 mil empregos).

Confira abaixo a lista das 10 atividades econômicas que mais geraram empregos em agosto de 2022 

1.         Construção de edifícios (12,8 mil empregos).

2.         Restaurantes e outros estabelecimentos de serviços de alimentação e bebidas (12 mil empregos).

3.         Comércio varejista de mercadorias em geral, com predominância de alimentos (5,9 mil empregos).

4.         Transporte de carga rodoviária (5,1 mil empregos).

5.         Construção de rodovias e ferrovias (4 mil empregos).

6.         Serviços de engenharia (3,7 mil empregos).

7.         Serviços especializados para a construção (3,6 mil empregos).

8.         Serviços combinados de escritório e apoio administrativo (3,4 mil empregos).

9.         Educação infantil – pré-escola (3,05 mil empregos).

10.       Ensino fundamental (3,01 mil empregos).

Fonte: Agência Sebrae de Notícias

Share on facebook
Facebook
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email
Share on whatsapp
WhatsApp

Artigos relacionados